ENRAIZAMENTO E BROTAÇÃO DE ESTACAS DE PITAYA EM DIFERENTES PERÍODOS DO ANO

Alessandro Borini Lone, Lúcia Sadayo Assari Takahashi

Resumo


Pitaya é o nome dado aos frutos de diversas cactáceas de hábito trepador, nas quais algumas espécies têm demonstrado aceitação para a comercialização. O objetivo do trabalho foi avaliar o enraizamento e brotação de estacas de pitaya em diferentes períodos do ano, na região de Londrina - PR. As épocas de coleta das estacas iniciaram-se em 15 de janeiro de 2011, repetindo-se mensalmente em todo 15º dia até dezembro de 2011, totalizando 12 épocas de coleta. Durante todo o período do trabalho foi realizado o monitoramento da temperatura da casa de vegetação. As avaliações foram realizadas 60 dias após a estaquia de cada período. O delineamento do experimento foi em blocos em função do tempo, composto de 12 tratamentos (períodos) com quatro repetições de 10 estacas por período. Foram avaliados: sobrevivência (%), enraizamento (%) e brotação (%) das estacas; número e comprimento (cm) de brotos; número de raízes; comprimento médio das raízes (cm); comprimento da maior raiz (cm), volume das raízes (mL) e massa seca das raízes (g). Em todos os períodos avaliados a porcentagem de sobrevivência das estacas foi de 100%. Os melhores resultados para porcentagem de enraizamento, número de raízes e comprimento médio das raízes foram observados nos períodos de janeiro a março e outubro a dezembro. Em fevereiro ocorreram as maiores médias para o volume radicular e massa seca das raízes. Para a brotação (%) os melhores resultados foram obtidos de julho a agosto, para o número de brotos por estaca de agosto a novembro e para o comprimento dos brotos de julho a dezembro.Conclui-se que os meses que apresentaram as temperaturas mais elevadas favoreceram o enraizamento das estacas de pitaya, e os meses com temperaturas mais amenas favoreceram as brotações.


Texto completo:

PDF

Referências


BASTOS, D. C.; PIO, R.; SCARPARE FILHO, J. A.; LIBARDI, M. N.; ALMEIDA, L. F. P. de; GALUCHI, T. P. D.; BAKKER, S. T. Propagação da Pitaya ‘Vermelha’ por estaquia. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 30, n. 6, p. 1106-1109, 2006.

CANTO, A.R. El cultivo de pitahaya en Yucatan. Universidad Autônoma Chapingo – Gobierno Del Estado de Yucatan. 53p. 1993.

COUVILLON, G.A. Rooting responses to different treatments. Acta Horticulturae, Georgia, v.227, p.187-196, 1988.

DUTRA, L.F.; KERSTEN. E.; FACHINELLO, J.C. Época de coleta, ácido indolbutírico e triptofano no enraizamento de estacas de pessegueiro. Scientia Agricola, Piracicaba, v.59, n.2, p.327-333, 2002.

ERCISLI, S.; ESITKEN, A.; CANGI, R.; SAHIN, F. Adventitious root formation of kiwifruit in relation to sampling date, IBA and Agrobacterium rubi inoculation. Plant Growth Regulation, Notherlands, v.41, n.2, p.133-137, 2003.

FACHINELLO, J.C.; HOFFMANN, A.; NACHTIGAL, J.C. Propagação de plantas frutíferas. Brasília, DF, Embrapa Informação Tecnológica, 2005. 221p.

FERREIRA, B.G.A.; ZUFFELLATO-RIBAS, K.C.; CARPANEZZI, A.A.; TAVARES, F.R.; KOEHLER, H.S. Metodologias de aplicação de AIB no enraizamento de estacas semilenhosas de Sapium glandulatum (Vell.) Pax. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Botucatu, v.11, n.2, p.196-201, 2009.

GUNASENA, H. P. M.; PUSHPAKUMARA, D. K. N. G.; KARIYAWASAM, M. Dragon Fruit Hylocereus undatus (Haw.) Britton and Rose. In: PUSHPAKUMARA, D. K. N.; GUNASENA, H. P.M.; SINGH, V. P. (Eds.) Underutilized fruit trees in Sri Lanka. World Agroforesty Centre, South Asia Office: India, 2007. p. 110-142.

KIBBLER, H.; JOHNSTON, M. E.; WILLIAMS, R. R. Adventitious root formation in cuttings of Backhousia citriodora F. Muell 2 Seasonal influences of temperature, rainfall, flowering and auxins on the stock plant. Scientia Horticulturae, v.102, n.3, p.343-358, 2004.

LOPES, A.P. SEDES -Seção de Economia e Desenvolvimento. CEAGESP, Informação pessoal por e-mail. Recebido por: . Recebido em: 30 de jul. de 2012.

MARQUES,V.B.; RAMOS, J.D.; ARAÚJO, N.A.; MOREIRA, R.A. Correlação dos fatores ambientais e o período reprodutivo da pitaia (Hylocereus undatus) em Lavras-MG. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 21, 2010. Natal. Anais...

MIZRAHI, Y., A. NERD, P.S. NOBEL. Cacti as Crops. Horticultural Review. New York, v.18, n.1, p.291-320, 1997.

MIZRAHI, Y.; NERD, A.; SITRIT, Y. New fruits for arid climates. In: JANICK, J.; WHIPKEY, A. (Eds.). Trends in new crops and new uses. Alexandria: ASHS, 2002. p. 378-384.

NERD, A.; TEL-ZUR, N.; MIZRAHI, Y. Fruit of vine and columnar cacti. In: NOBEL, P. S. (Ed.). Cacti: biology and uses. Los Angeles: UCLA, 2002. p.254-262.

NEVES, T.S.; CARPANEZZI, A.A.; ZUFFELLATO-RIBAS, K.C.; MARENCO, R.A. Enraizamento de corticeira-da-serra em função do tipo de estaca e variações sazonais. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.41, n.12, p.1699-1705, 2006.

PAULA, C.C.; RIBEIRO, O.B.C. Cultivo prático de cactáceas.Viçosa, MG:UFV, 2004. 94p.

TAVARES, M. S. W.; KERSTEN, E.; SIEWERDT, F. Efeitos do ácido indolbutírico e da época de coleta no enraizamento de estacas de goiabeira (Psidium guajava). Scientia Agricola, Piracicaba, v.52, n.2, p.310-317, 1995.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.